Pular para o conteúdo principal

Postagens

Faz?

Postagens recentes

Essa Noite...

E chegou a hora de ter você... Mais uma vez, invade meus pensamentos, toma minha solidão e rouba para si meus mais profundos desejos. A rua movimentada é o cenário dessa nossa noite de amor. Me beija com doçura,envolve o meu corpo com desespero. No acostamento da avenida,no carro parado,nas luzes que cegam e nos sons que não cessam. Pega minha mão,me encosta com força no carro, me beija com volúpia. Tuas mãos avançam rápido,remexem as roupas, incendiam o corpo. Apertam, beliscam,arrancam. Tua boca continua na minha... Morde,lambe,suga... Procuro o som das buzinas, as luzes que piscam, os gritos e assovios. Fecho os meus olhos e danço a tua música. Minha blusa cai,meu sutiã é arrancado num único golpe,meus seios são refresco doce na tua boca esfomeada. Levanta minha saia,afasta minha calcinha,me vira de costas,se encaixa em mim. Sem palavras, sem sussurros, sem vergonha. Uma buzinada,um grito...as estocadas. Arranho teu carro,você me puxa os cabelos. Arqueio sob

Ate Breve...

E fomos felizes. Enquanto brincávamos de ser crianças. Fantasiando as tardes de sol e de chuva. Traçando fantasias, planejando um futuro... Que sabíamos,não viria. E fomos felizes. Nos momentos em que dividíamos as lindas canções de amor. Ríamos dos vídeos compartilhados, escolhidos a dedo. Vivemos tantas alegrias em tão poucos dias. E sorrimos tantas vezes que perdemos as contas... E fomos felizes. Brincamos de sermos nós. Sem vergonhas, sem pudores,sem mentiras. Vivendo nossos sonhos dentro do casulo que montamos a nós, para nós. Esquecendo da realidade, vivendo de vontades... Em meio ao caos à nossa volta. E hoje, nessa manhã ao som de Coldplay(Amsterdam) Me vejo em minha solidão. Na manhã cinza e fria Como fria estão minhas palavras. Me sentindo morta. Como mortos estão todos os meus sentimentos. Me pego sendo lúcida. E vejo o quanto eu preciso de você. Talvez seja o medo do amanhã. A incerteza do não saber o que pensas... Que cala minhas letras e

Eu sonhei com você...

É tarde da noite.  A madrugada toma seu lugar e mesmo acabando de te deixar ir embora, tua presença ainda é forte em mim. Me sinto na tua boca, na tua língua, nos teus dedos. Ainda me vejo deitada naquela cama, na sua cama...onde tua boca, me devorou inteira e teus dedos percorreram caminhos que nunca sonhei existirem. Me vejo chegando na tua casa, sendo abraçada por teu corpo quente e suave. Sendo envolvida por teus braços fortes, teu sorriso franco e tuas mãos inquietas. Fecho os olhos e sinto teu gosto na minha boca,nessa boca dolorida por teus beijos insanos e doentios. Por tua fome incessante e gananciosa. Viajo na lembrança do que aconteceu há poucos instantes. Meu corpo frágil ainda está dolorido pelo apertar das tuas mãos em mim. Subo a roupa e vejo as marcas vermelhas que fizeram minha carne queimar, a marca dos teus dedos nervosos e do teu desespero em me ter em você. Meus seios ainda estão arrepiados, ainda sentem tua boca ávida, teu segurar firme. Quando me de

Vontade de você....

Se você vem e me pega Se me lambe Me prova Judia Sem dó. Se você vem e me pega. Sem força Com vontade Me arranha Me morde Me tem. Com fome. Se você se assanha Me quer Tímido não me chama Eu te espero E te desejo Me vê? Se você me quer Me chama? Não sacou que te quero  Desde o início? Que te busco A todo momento Vem? Sacia meu desejo Tô te querendo Não nego Não fujo Te quero!

Só o Começo....

Quando ele chegou naquela noite, ela sabia que seria diferente. O olhar safado dele, lhe dizia a que tinha vindo. E ela sorriu. O calor do corpo dele junto ao seu, sensações que ela não sabia descrever. Quando ele a envolveu no seu corpo, chegou a suspirar de desejo. E nos beijos que vieram, ela se entregaria a ele como ele nunca havia feito. O beijou com sofreguidão. As línguas dançavam num balé descompassado. As mãos grandes dele percorriam seu corpo com força e ela sabia que a pele estava ficando vermelha. Os toques dele a incendiavam e ela o beijava ainda com mais intensidade. Percorreu com a ponta da língua seus dentes perfeitos e o céu da boca que ela amava. Deixou que suas mãos ficassem livres e passeassem pelo corpo dele. Ponta dos dedos, rotas incertas. A medida que tentava sair do corpo dele, com pedidos e súplicas  negativas, ela o olhava. O brilho intenso nos olhos e as mãos, que desabotoavam cada pedacinho da camisa. A jogou pelo chão...

É....

Ah...se eu pudesse gritar ao mundo inteiro sobre o amor que sinto por você! Se o vento matreiro e solitário, pudesse abraçar um pouco somente desse grito e fizesse o papel de mensageiro nesse dia de chuva fria... Pediria a ele que entregasse a você esse pouco do meu grito de amor.. Que esse mesmo vento fizesse você entender que não vivo sem você. Que todas as canções que ouço e invento, são para você. Que meus sonhos, pensamentos, sentimentos...são seus. Que é pra você que eu gosto de contar meus dias, meus problemas e minhas alegrias. É com você que eu adormeço meu cansaço. É por você que amanheço minha esperança. São para você, todas minhas letras escritas, descritas, sentidas. E é com você, meu amor, que quero viver tudo que tiver de viver. Sendo mentira ou ilusão. Sendo verdade ou não. É com você!!!